New here? Register. ×

Adoção & a Gestação do Coração

no comments
07jul

“Ser mãe é viver um pedacinho do céu na terra”
Por Luciane Cruz

Especial Dia das Mães - Sobre ser mãe

 

Depois da chegada do meu filho passei por muitas mudanças. A primeira delas é que ele chegou e precisei aprender a ser mãe. Apesar de todos os livros, pesquisas e estudos, somente na prática é que nos tornamos mãe. Com essa nova realidade veio o medo de errar, o receio de não ser uma boa mãe, a culpa por ter que trabalhar fora e deixá-lo na escola. Minha rotina ficou toda voltada para ele. Percebi que não sou tão frágil quanto pensava, e nem tão forte quanto gostaria.

A maternidade chegou na minha vida através da adoção. A gestação da adoção é invisível aos olhos humanos, mas muito real para aquela pessoa que está gestando. A minha experiência com a gestação do coração foi muito intensa. Costumo chamá-la de “gravidez invisível”, pois é um período de extrema ansiedade e solidão.

Sobre ser mãe através da adoção

Gerar significa dar existência a, formar, originar, criar, conceber, produzir, dar vida. Palavras que se aplicam perfeitamente a fecundação e a gestação de um novo ser. Mas também se aplica perfeitamente aos pais que decidem adotar. É preciso gerar dentro de si uma vontade, produzir condições para receber a criança. E para tudo isso existe um tempo de gestação, de formação – nesse caso não da criança, mas da mãe. Um tempo para que ela possa se desenvolver até que chegue o momento de nascer para essa nova etapa de amor incondicional.

O que é ser mãe hoje?

Me vejo como uma mãe dedicada, amorosa e feliz. Aprendo a cada dia com o meu filho, como ser uma pessoa melhor, mais paciente, menos exigente, mais tolerante. Tenho preocupações com a realidade em que vivemos hoje e penso como vou preparar meu filho para o amanhã.

Desejo fazer a minha parte colaborando para um mundo melhor, e com isso, mostrar para ele, através do exemplo, e não somente de palavras, que podemos fazer a diferença para um futuro melhor.

Percebi que a missão mais difícil que tenho na vida é a criação do meu filho e dos outros que virão (estou gestando há 4 anos o meu segundo filho). Pensar que você é responsável por ensinar, educar, cuidar, zelar por alguém que depende 100% de você traz um peso, mas com amor tudo fica mais leve. É um desafio diário lembrar que cada ato meu vale mais do que todas as palavras ditas.

Como mãe meu sonho é ver meus filhos crescerem num lar de amor, respeito e felicidade. Que eles sejam companheiros na vida. Que tenham a certeza que foram muito desejados, esperados e que serão sempre muito amados.

Ser mãe para mim é viver um pedacinho do céu na terra.

Luciane Cruz é autora do blog Gravidez Invisível, que visa desmistificar a parentalidade através da adoção e da compreensão da gestação do coração.

Sharing is caring

Adoção

Todos os posts

Adoção

Adoção

Tem uma história para contar?

Seu nome (obrigatório)

Seu e-mail (obrigatório)

Assunto

Sua mensagem